Queda de libido em mulheres – o que pode estar acontecendo?

Queda de libido em mulheres - o que pode estar acontecendo?

A sexualidade é uma questão muito importante em nossas vidas, pois está diretamente ligada a nosso bem-estar, produtividade e felicidade em geral. Quando o sexo deixa de ser prazeroso e passa a ser um problema, é hora de o casal parar e analisar o que pode estar acontecendo. A queda de libido muitas vezes é o causador dos problemas relacionados ao sexo.

Diante de vários fatores que podem desencadear a perda do desejo sexual está o desequilíbrio hormonal. Mas antes de qualquer iniciativa é preciso ter certeza se não existem outros fatores externos contribuindo também para essa questão. Conhecer os fatores desencadeadores dos sintomas também é importante, pois somada a perda do apetite sexual, outros sinais podem ser dados pelo organismo e assim o sinal de alerta é emitido para que você procure ajuda o quanto antes.

  • A queda do desejo sexual feminino

A libido feminina de maneira geral é influenciada por diversos fatores e também sofrem alteração de acordo com a faixa etária. Em mulheres mais jovens os distúrbios emocionais, como ansiedade e depressão, têm sido mais frequentemente associados à perda de apetite sexual. Já em mulheres de 30 a 50 anos os problemas do dia a dia, questões familiares, estresse, falta de diálogo com o parceiro estão entre os vilões do desejo sexual. Em mulheres acima de dos 55/60 anos, a diminuição da produção hormonal como parte do processo natural de envelhecimento do organismo da mulher (cerca de 30% em relação a uma mulher jovem), em geral é a principal causa da redução do desejo sexual. Mas é claro que existe uma regra.
A queda do desejo sexual pode estar associada a diversas causas:
– Problemas emocionais: impossível ter libido alta em meio a um estresse emocional.
– Deficiências hormonais: estrogênio baixo pode causar diversos sintomas, entre eles ressecamento vaginal; testosterona baixa pode causar entre diversos sintomas, a queda no desejo e lubrificação vaginal.
– Algumas medicações de uso contínuo, como alguns antidepressivos por exemplo, podem causar queda de libido como efeito colateral.

– Além das disfunções hormonais, outros problemas físicos provocados por doenças como o diabetes, pressão alta e o hipotireoidismo, podem ter associação também com a diminuição da libido.

  • Como combater a perda de libido?

O primeiro passo é não se conformar com a situação, procurar ajuda para viver uma vida plena e realizada sexualmente. Para a perda de libido de causas emocionais é preciso que o sexo seja encarado como um momento de prazer e relaxamento e não como um conflito gerador de problemas. O diálogo com o parceiro propicia maior intimidade e compreensão. A comunicação é muito importante entre o casal para que tudo ocorra o mais prazerosamente possível. Nada de tabu, pessoal! Conhecer o próprio corpo também é muito importante e mulheres que se masturbam conhecem melhor seus pontos de prazer o que colabora consideravelmente para o aumento do apetite sexual. A psicoterapia pode ser um caminho também para tratar de questões internas.

A consulta com um médico (avaliação clínica e exames) vai poder definir se algum aspecto físico está causando a diminuição no apetite sexual e um profissional atualizado e capacitado poderá propor o tratamento mais indicado para cada caso.
Existem alimentos que também colaboram para o aumento da libido, os chamados afrodisíacos, como a ostra por exemplo. Esses alimentos geralmente colaboram e estimulam o transporte de oxigênio bem como o metabolismo em geral. Isso é uma característica de todos os frutos do mar, que também são ricos em zinco, principal mineral formador da testosterona.
Existem algumas medidas que contribuem para uma vida sexual satisfatória:
• Procure uma dieta rica em alimentos ricos em zinco, arginina, tiosina, Omega 6 e vitaminas do complexo B;
• Tenha atividade física regular, pois isso contribui para controle hormonal;
• Conheça bem o seu corpo e invista no diálogo com seu parceiro;
• Procure um médico sempre que notar algo de errado com o a sua saúde sexual.
Se você conhece outro cuidado que previne e combate a queda de libido deixe seu comentário.

Facebook Comentários
Share

Posts Recomendados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *