Dia do Controle da Poluição por Agrotóxicos

Dia do Controle da Poluição por Agrotóxicos

Os cuidados com a alimentação não terminam quando você opta por fazer boas escolhas para sua dieta, como aumentar a ingestão de legumes, verduras e frutas. Ter uma dieta saudável significa também estar atento à qualidade dos produtos que colocamos em nosso prato e de nossa família. Quer um exemplo?
Você sabia que o Brasil é o maior consumidor de agrotóxicos do mundo? Isso mesmo o maior! Cada brasileiro é responsável por consumir, em média, 5 litros de agrotóxico por ano.

Os agrotóxicos ou “defensivos agrícolas” são largamente utilizados na agricultura no combate às pragas e às doenças nas plantas, porém seu uso indiscriminado e desenfreado tem causado sérios danos ao meio ambiente e à saúde dos animais e das pessoas. A intoxicação, em níveis leves e mais graves, pode ocorrer tanto no manuseio e contato direto com o produto (os trabalhadores) quanto no contato indireto por absorção pela pele, ingestão ou respiração (os consumidores). As intoxicações e as doenças provocadas por estas substâncias estão aumentando tanto entre os trabalhadores quanto entre a população em geral, representando um grave problema de saúde pública. Várias doenças, antes tidas como “de “causas desconhecidas”, vêm sendo relacionadas de alguma forma ao uso do agrotóxico pelas indústrias agrícolas.

Aqui vão algumas dicas básicas que podemos seguir para diminuir a ingestão involuntária de agrotóxicos:

– Regra de ouro: lavar corretamente frutas, legumes e verduras em água corrente, esfregando com esponja ou deixando de molho em vinagre ou em alguma solução bactericida;
– Diversificar os alimentos consumidos para evitar a ingestão de um mesmo agrotóxico;
– Optar por produtos orgânicos;
– Retirar a folhagem externa de verduras;
– Dar preferência aos alimentos da época e aqueles cultivados e produzidos em sua cidade ou região. Alimentos que percorrem longa distância, geralmente são pulverizados após a colheita e assim acabam ficando com um nível maior de agrotóxico.

Facebook Comentários
Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *