Alimentação Saudável Não Precisa Ser Cara

Alimentação Saudável Não Precisa Ser Cara

Atualmente, os apelos da mídia e das redes sociais vêm causando um verdadeiro rebuliço na nossa alimentação. Tem sempre a dieta revolucionária testada pela NASA, o chá milagroso que seca a barriga em três dias (e ainda traz de volta a pessoa amada), um velho ingrediente que é o novo vilão e outro que se torna o herói da vez por suas propriedades mágicas. Como se isso não bastasse, para a maioria das pessoas, logo vem à cabeça a ideia de que alimentos saudáveis pesam no bolso, principalmente quando se tratam de produtos light, integrais e orgânicos. Por ganharem status de “bons pra saúde”, alimentos que antes eram mais baratos disparam no preço.

Mas alimentar-se bem não significa gastar muito. Pelo contrário! A oferta de produtos para este tipo de estilo de vida é muito grande e mesmo pra quem tem uma vida corrida existem hoje alternativas práticas e principalmente naturais que auxiliam a formar um hábito de alimentação saudável. Comer bem nada mais é do que ter uma dieta equilibrada, variada e colorida. Ou seja, incluir em uma mesma refeição ingredientes de todos os grupos alimentares, cereais, grãos ou leguminosas, frutas, carnes, leite e derivados.

Na hora de escolher a proteína, não fique somente na carne vermelha e no frango. Peixes como a sardinha são mais em conta e muito ricos em ômega 3, que faz bem ao coração. O segredo é moderar nas quantidades e apostar nos complementos para garantir a quantidade de nutrientes necessários para o seu dia. E, claro, saber ir às compras! Prefira frutas, verduras e legumes da estação, pois são mais baratos e saborosos, vá à feiras livres, valorize os produtores locais, economize e seja saudável ao mesmo tempo.

Para quem prefere “produtos saudáveis” prontos por durarem mais tempo no armário ou na geladeira, é bom lembrar que eles possuem muito mais sódio que os alimentos não processados, o que colabora para o aumento da pressão arterial e para a retenção de líquido. E, claro, contêm algum tipo de aditivo ou conservante para aumentar a durabilidade. Por isso, fuja de junk foods disfarçados, como os suco de frutas de caixinha, iogurtes com sabor, chips de vegetais prontos, a maioria das barrinhas de cereal e aquelas refeições industrializadas congeladas com carimbinho de “light”. 

Invista seu dinheiro em alimentos e produtos que realmente trazem benefício à sua saúde. Não se esqueça: cuidado com as modinhas alimentares que acabam caindo no carrinho do supermercado e comprometendo seu orçamento. Nada substitui a velha e boa comida de verdade.

Facebook Comentários
Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *